Bolsão MS - Jairo Carlos Pereira
Personalidades | Roberto Abib | 05/11/2011 16h16

Jairo Carlos Pereira

Compartilhe:

Jairo Carlos Pereira

Nascido em Aparecida do Taboado, Jairo Carlos Pereira tem 39 anos e é casado há 22 anos com Regiane Moreira de Souza Pereira, com quem teve 2 filhos, sendo o mais velho de 20 anos e o mais novo de 17. “Eu tinha dezesseis anos e ela quatorze, nós pedimos a autorização para nossos pais e nos casamos. Foi um amor juvenil que foi se amadurecendo diante dos bons e maus presentes que a vida nos oferece”, comenta.

Casado muito novo, Jairo fez curso técnico em contabilidade na Escola Estadual Frei Vital e está cursando administração. Trabalhou 25 anos como açougueiro no comércio da cidade, na qual participou como voluntário em sindicatos dos comerciários e nos Centros Comunitários da Chácara Boa Vista, Vila Barbosa e adjacentes, protagonizando a realização de atividades de capoeira, cursos, e atividades de lazer.

Jairo foi eleito vereador nas últimas eleições e está no seu primeiro mandato. Ao ser indagado sobre a idéia de ser tornar vereador, Ele diz: “A população que me incentivou a me candidatar. Foi uma campanha sem dinheiro, eu tive 40 dias de férias do meu trabalho e aproveitei para fazer minha campanha. Começávamos às 8 da manhã e só chegávamos em casa às 11 da noite”, responde o vereador, que após ser diplomado continuou a exercer o seu trabalho como açougueiro.

“Eu amo minha profissão, como açougueiro eu conquistei tudo na minha vida, mas com a agenda política foi ficando desgastante conciliar as duas atividades”. Nem o vereador nem o patrão queriam encerrar a relação empregatícia entre dois. “Houve até lágrimas quando eu saí, mas nós entendemos que não havia como ficar daquela forma, ficou um pedaço de mim”.

No entanto, Jairo persistiu em outra profissão, ele ocupa o cargo de motorista na Prefeitura Municipal de Aparecida do Taboado. “Muitas pessoas questionam essa minha postura, mas tenho como exemplo o próprio prefeito professor André, que foi 5  anos vereador e professor nas escolas municipais e estaduais. O importante é que os horários sejam compatíveis”, finaliza o vereador.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS