Trata-se de um método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar na área da Saúde

"/>
Saúde | Com Prefeitura de Chapadão do Sul | 05/12/2018 12h00

Equoterapia ajuda crianças com necessidades especiais em Chapadão do Sul

Compartilhe:

A Secretaria Municipal de Educação de Chapadão do Sul mantém com a APAE, uma parceria na educação especial, no Centro de Equoterapia “Hilda Reuter”, onde são atendidas 60 crianças em 2018.

O objetivo da APAE segundo a diretora Elizabete de Oliveira Colete, é dobrar o atendimento, para 120 crianças, com a inclusão de todas as redes de ensino do município e também Chapadão do Céu/GO.

A Equoterapia é um método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar nas áreas de Saúde, Educação e Equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência.

Principais Resultados:
- Melhoria da qualidade de vida;
- Melhora do Equilíbrio e da Postura;
- Aumento da Autoestima e autoconfiança;
- Formação de novos vínculos afetivos;
- Estimulação da linguagem gestual e oral;
- Aquisição de novas habilidades psicomotoras;
- Maior autonomia;
- Maior controle emocional;
- Melhora da autodisciplina;
- Melhora da competência cognitiva;
- Desenvolver a Coordenação Motora;
- Estimular a sensibilidade sensorial.

Esse método da Equoterapia, permite que o indivíduo desenvolva suas potencialidades, trabalhando aspectos relacionados ao tônus musculares, força, flexibilidade, relaxamento, responsabilidade, socialização, autoconfiança e autoestima.

O Centro de Equoterapia Hilda Reuter, é mantido com atendimento de profissionais capacitados, como Fonoaudiólogos, Fisioterapeutas, Psicólogos, Psiquiatras, Terapeutas ocupacionais, Psicopedagogos, Veterinários, Zootecnistas, Professores e Funcionários sendo capacitados, de acordo com as necessidades e objetivos identificados nas avaliações e encaminhamentos.

Para o secretário de Educação, Guerino Perius, esse projeto só se tornou possível e viável, graças à generosidade, empenho, disposição e comprometimento dos proprietários da antiga Fazenda Campo Bom e que hoje continua com a SLC Agrícola Fazenda Pantanal, Prefeitura, várias empresas da cidade, diretoria da APAE, voluntários e colaboradores da comunidade escolar.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS