Bolsão MS - Integrantes de facção criminosa são condenados em mais de 135 anos de prisão
Três Lagoas | Com MPMS | 16/05/2018 06h48

Integrantes de facção criminosa são condenados em mais de 135 anos de prisão

Compartilhe:

Em continuidade ao julgamento, realizado na última quarta-feira (9/5), os réus Jorge Aparecido dos Santos, Jair da Costa Silva e João Carlos Olegário Silva foram condenados às penas respectivas de 51 anos e 2 meses, de 50 anos e 7 meses e de 34 anos de reclusão, em sessão do Tribunal do Júri realizada, nesta segunda-feira, no Município de Três Lagoas.

Durante a sessão do Tribunal do Júri, realizada nesta segunda-feira (14/5), os Promotores de Justiça Moisés Casarotto e Luciano Anechini Lara Leite requereram a condenação dos réus em razão do assassinato de um policial militar aposentado em 2013, o qual foi executado após um “Salve” de integrantes da organização criminosa Primeiro Comando da Capital.

Após um julgamento, que durou mais de 14 horas, os jurados acolheram a tese apresentada pelos Promotores e proferiram veredicto pela condenação dos réus pelos crimes de homicídio qualificado e de milícia privada, sendo que todos permaneceram presos após o julgamento.

O Caso

Em abril de 2013, o Ministério Público ofereceu denúncia em desfavor de 19 réus acusados de matar o policial militar Otacílio Pereira de Oliveira no mês de março do mesmo ano, o qual foi assassinado em uma emboscada planejada por integrantes da organização criminosa PCC.

Os acusados foram denunciados pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo torpe, pela emboscada e por prática mediante grupo de extermínio, bem como pelo crime de milícia privada.

Outros Julgamentos

Pela quantidade de réus e complexidade do caso, o juiz Rodrigo Pedrini dos Santos, a pedido do Ministério Público, realizou a divisão do julgamento em quatro sessões que ocorrerão ao longo deste mês de maio.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS